Dados são da plataforma da Prefeitura e foram consultados às 18h40 desta segunda-feira (29).

A Secretaria Municipal de Saúde informou que trabalha para ampliar o número de vagas; veja os números.

Hospital de Pronto Socorro está com 100% de ocupação de leitos em Juiz de Fora Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação O Hospital Doutor Geraldo Mozart Teixeira (HPS) e a Fundação Instituto Clínico estão com 100% dos leitos ocupados em Juiz de Fora.

Os dados são da plataforma da Prefeitura e foram consultados às 18h40 desta segunda-feira (29) pela reportagem do G1.

E apesar do quadro de alerta, a Secretaria Municipal de Saúde explicou que o município ainda não atingiu o colapso do sistema de saúde e que trabalha para ampliar ainda mais os números de vagas.

Além disso, conforme a pasta, a Prefeitura já conseguiu ampliar em aproximadamente 50% a capacidade instalada do SUS, chegando a 161 leitos de UTI. Veja também: Após dois dias sem novas mortes por coronavírus, Prefeitura de Juiz de Fora confirma 55ª vítima Números de leitos Em relação ao número de UTI adulta, são 266 leitos na cidade, entre unidades públicas e privadas.

Sendo que 72 estão ocupados com pacientes da Covid-19.

A taxa de ocupação é de 74,81% nesta segunda-feira.

Já a taxa de UTI do SUS é de 84,47%.

As unidades públicas contam com 161 leitos, sendo que 51 estão com pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus; outros 25 estão vagos; e os demais com outras necessidades.

Hospitais No HPS, são 14 leitos.

Quatro estão com pacientes com Covid-19 e 10 com outras doenças.

Com isso, a unidade está com 100% da capacidade.

Já a Fundação Instituto Clínico, conta com 20 leitos.

Todos estão ocupados com pacientes sem o novo coronavírus.

Ou seja, a taxa de ocupação da UTI é de 100%. Veja abaixo mais informações sobre o número de leitos disponíveis em Juiz de Fora entre hospitais particulares e públicos.

Leitos de UTIs disponíveis em Juiz de Fora Quadro de alerta Apesar do quadro de alerta, a Secretaria Municipal de Saúde explicou que o município não atingiu o colapso do sistema de saúde.

Conforme a pasta, a Prefeitura conseguiu ampliar em aproximadamente 50% a capacidade instalada do SUS, chegando a 161 leitos de UTI. Segundo o Executivo, "o número de leitos de UTI começou a subir ainda em março, quando as primeiras medidas de enfrentamento à Covid-19 foram tomadas.

No fim daquele mês foram implementadas outras cinco vagas no Hospital Universitário (HU)".

Já no dia 9 de abril, mais 10, no HPS.

No início de maio, outras 11, adicionadas no Hospital João Penido, e na segunda quinzena de maio, 20, no Hospital Maternidade "Therezinha de Jesus" e cinco na Santa Casa de Misericórdia. De acordo com o secretário adjunto de Saúde, Clorivaldo Rocha, as medidas preventivas adotadas pelo Executivo, em março, permitiram que a pasta pudesse buscar junto aos hospitais da cidade ampliação dos leitos: "Estamos colhendo os frutos do que plantamos há três meses.

Durante esta pandemia, Juiz de Fora poderia ter atingido o colapso do seu sistema de saúde.

Porém, combinado ao isolamento social, a Prefeitura seguiu trabalhando, ampliou o número de leitos públicos e o resultado dessa ação é nítido hoje", concluiu.

Initial plugin text