Os locais descumpriam as normas de funcionamento determinadas pelo decreto que estabelece medidas de prevenção ao coronavírus.

Estabelcimento é interditado durante ação de fiscalização em Juiz de Fora Prefeitura/Divulgação Uma academia de ginástica e três bares foram interditados neste final de semana durante fiscalização em Juiz de Fora.

Os locais descumpriam as normas de funcionamento determinadas pelo decreto que estabelece medidas de prevenção ao coronavírus. De acordo com a Prefeitura, a academia e um bar mantinham atividades fora das normas estipuladas no Bairro Benfica.

Outros dois bares, nos bairros São Dimas e Santa Luzia, também foram flagrados em atendimento, com presença de clientes, e tiveram as portas fechadas.

As equipes de fiscalização já haviam notificado os quatro estabelecimentos anteriormente por não se enquadrarem na lista de atividades econômicas contempladas na onda verde do Programa “Minas Consciente”, do Governo de Minas, ao qual Juiz de Fora aderiu em maio.

Além dos locais interditados, a operação no final de semana fiscalizou estabelecimentos no Centro e nos bairros Alto dos Passos, São Mateus, Santa Luzia, Jardim de Alá, Cascatinha, Granbery, de Lourdes, Santa Catarina, Paineiras, Nova Era, Filgueiras, Granjas Bethânia, Grama, Manoel Honório e Vitorino Braga. Durante a ação, duas padarias foram notificadas, uma no Bairro de Lourdes e outra no Granbery.

Também receberam notificações, lanchonetes no Alto dos Passos e no Centro, além de bares no Nova Era, dois no Grama, dois em Granjas Bethania e um em Filgueiras.

Além disso, uma distribuidora de bebidas, no Vitorino Braga, foi autuada por estar atendendo como bar.

Além da proibição do comércio de bebidas para consumo no local, o depósito não tinha alvará para esta modalidade de serviço. Os locais que foram notificados poderão ser interditados no caso de reincidência nas infrações.

O desrespeito à interdição pode acarretar multa de, aproximadamente, R$ 48 mil aos proprietários.

As ações conjuntas são realizadas em parceria entre as secretarias de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur), de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc) e de Transporte e Trânsito (Settra). A operação tem o objetivo de verificar denúncias recebidas pela central da Guarda Municipal, através do telefone 153, bem como pela Semaur, no (32) 3690-7507, e pelo canal da Ouvidoria do Município, o Fala.BR. Initial plugin text