Pedro Barbosa é cego dos dois olhos e leva a esposa nos trabalhos em Rio Branco para ajudar.

É ela quem monta e desmonta os equipamentos eletrônicos, seguindo orientações do marido.

Técnico perde visão e esposa começa a trabalhar com ele para ajudar A autônoma Cliciane Silva é considerada os olhos e o braço direito do marido Pedro Barbosa.

Ela passou a ajudar o marido no trabalho como técnico em manutenção de eletrônicos após Barbosa perde a visão em um acidente.

É Cliciene quem ajuda o marido há mais de um ano a montar, desmontar, colocar um parafuso e fazer o trabalho sob as orientações de Barbosa.

Ela o acompanha nos atendimentos, mas quando não pode ir o irmão dela vai ajudar o técnico.

Pedro Barbosa perdeu a visão há mais de um ano.

No olho esquerdo ele enxerga apenas 3% e no direto 5%.

Mesmo com todas as dificuldades, ele não abriu mão de trabalhar e para melhorar a renda da família decidiu anunciar o trabalho em um aplicativo de venda.

Casal trabalha junto há mais um ano, quando Pedro Barbosa perdeu a visão em um acidente de trabalho Reprodução/Rede Amazônica Acre “Vamos fazer o serviço na casa do cliente.

Pegamos um Uber ou vamos de moto, quando ela não vem comigo meu cunhado me ajuda”, contou.

Cliciane Silva revelou como foi o processo de adaptação e aprendizagem até decidirem trabalhar juntos.

“Desde que nos juntamos decidimos compartilhar a vida juntos, começamos a conversar e trabalhar os dois juntos”, falou a mulher. Barbosa disse também que no início existiram muitas dificuldades, mas que com o tempo Cliciane foi aprendendo.

“Vou explicando para ela como desmonta os produtos, onde tem os parafusos e encaixes e ela vai fazendo.

Na hora da montagem, é da mesma forma.

Tenho a sabedoria, mas sozinho não conseguiria fazer o serviço”, detalhou.