Evento mediado pelo pesquisador paraibano Diocélio Barbosa e conta com exposições de Ermínia Silva e Daniel Lopes, em plataforma online.

Conferência online vai falar sobre a história do circo no Brasil Prefeitura de Jarinu/Arquivo Um conferência virtual vai apresentar detalhes sobre o mundo do circo no Brasil.

O evento batizado de “circonferência” vai acontecer na quarta-feira (5), a partir das 18h, pela plataforma Google Meet, e vai tratar da multiplicidade circense no Brasil entre os séculos 19 e 20.

A mediação vai ser do artista e pesquisador paraibano Diocélio Barbosa e vai contar com as exposições dos pesquisadores Ermínia Silva e Daniel Lopes. A proposta é apresentar, analisar e debater a multiplicidade das produções circenses no Brasil, direcionando o olhar para a diversidade e complexidade de seus espetáculos, criações, espaços arquitetônicos e realizações no campo das artes.

Vai se debater também a questão sob a ótica da contemporaneidade, pelos diálogos, reinvenções e incorporações permanentes de elementos culturais, estéticos, políticos, tecnológicos etc. Este é o terceiro evento do tipo.

Os dois primeiros trataram dos “aspectos históricos do circo” e do “teatro equestre e circo moderno. Idealizador da circonferência, Diocélio Barbosa é atualmente doutorando em artes cênicas pela UFBA.

Pesquisador, ator, palhaço, circense, diretor, educador, produtor e gestor cultural.

Já os expositores, Erminia Silva é doutora em História Social da Cultura e autora de livros sobre a história do circo.

Já Daniel Lopes é doutor pela Faculdade de Educação da USP. Com vagas limitadas, o encontro tem duração de 90 minutos e, para ter acesso, os interessados devem preencher um formulário de confirmação.

Campanha O evento é gratuito, mas vez apoiando a Campanha ‘Viva o Circo Brasileiro!’, lançada em apoio aos circos e circenses itinerantes, que estão gravemente afetados durante a pandemia.

O apoio à campanha é voluntário e pode ser feito em forma de transferência direta para as contas dos circos de lona e/ou dos circenses itinerantes, cuja lista está disponível em formulário na internet.